20 outubro 2009

Especial: 21 Cenas clássicas do cinema de Charles Chaplin

Cena 13: Carlitos liderando uma greve (Tempos Modernos - 1936)

Esta cena se situa na segunda parte do filme Tempos Modernos, digo sempre segunda parte, porque muitas análises desta produção versam apenas sobre a passagem da fábrica, se esquecendo que o restante do filme representa talvez uma crítica ainda maior, e até mais original e inteligente a esta sociedade capitalista industrial e tida como moderna.

Saindo do hospício, Carlitos, agora desempregado, caminha pelas ruas e de repente um caminhão atravessa a rua em alta velocidade deixando cair uma bandeira vermelha, ingenuamente o personagem pega a bandeira e tenta devolvê-la acenando para o motorista. Um grupo de trabalhadores em greve estava caminhando para outra direção, porém quando vêem o personagem agitando a bandeira, caminham atrás dele, fazendo-o liderar mesmo sem a intenção uma passeata por melhores condições de trabalho.

Tempos Modernos é uma sátira sobre a alienação do ser humano nesta sociedade moderna industrial, uma crítica direta sobre a racionalização da sociedade moderna e indireta à indústria do cinema. O trabalho humano não é ação sobre o meio realizada de forma instintiva ou mecânica, mas processo complexo de aprendizagem, onde o homem não se limita a repetir ações e processos, como os outros animais, mas desenvolve técnicas e tecnologia que lhe são úteis. Ou seja, o homem se diferencia uma vez que cria suas próprias ferramentas e sua ação não se limita a modificar os materiais que encontra disponíveis na natureza.

Entretanto neste contexto de intensa exploração do trabalho, estas questões de identidade e atividade estruturante são atropeladas pela emergência da objetivação exclusiva do capital pelo lucro, de certo modo, o trabalho não conduz, à construção identitária e à socialização, mas à constituição de identidades fraturadas num contexto de precarização e exclusão.

Este é o debate central de Tempos Modernos. Mas o filme não foi produzido como peça de propaganda política destinada a intervir diretamente. A narrativa do filme persegue uma estratégia e, por isso, é fundamental conhecer quem ele define como espectador. Em outras palavras, um texto não é um reflexo, porém arma. Um pensador não procura apenas refletir seu tempo e sociedade, quer produzir efeitos, contestar uma realidade. E estes, ele visa através de sua arma especifica, o texto cinematográfico.

Mas Tempos Modernos não é um filme a favor do modelo capitalista entretanto, ele também não é um filme comunista, pelo contrário, ele pode ser visto como uma critica a ele, uma vez que o regime comunista da União Soviética igualmente utilizou-se do modo de produção fordista, esta organização econômica e política que se desenvolveu neste país, pode ser interpretada não como comunismo e sim um Capitalismo de Estado. André Bazin considera a obra como um “filme tese”, pois ele é sistematicamente favorável ao operário contra o patrão, o homem contra a sociedade e as máquinas defendendo o ideal humanista de Chaplin que se situa apenas no campo da moral e não da política ou da sociologia.

A manifestação liderada por Carlitos é reprimida com violência. O personagem mesmo se escondendo, acaba preso ao sair do local de onde estava, sendo detido por ser confundido como comunista. Lembrando que na história, muitas vezes justificam o comunismo como pretexto para legitimar determinadas ações como golpes de Estado e guerras, terrorismo.

Durante a obra de Chaplin, são inúmeras as vezes que ele evidencia esse papel ideológico e repressor das instituições. Os únicos responsáveis pelos acidentes, dívidas e doenças são os próprios trabalhadores. Se a massa trabalhadora quiser se politizar, ela tem que fazê-lo sempre dentro dos princípios trabalhistas, em que pese o conflito capital e trabalho. Denuncia que a maioria das instituições existentes tem como característica o controle do comportamento humano.

Veja a cena no Youtube: http://www.youtube.com/watch?v=L1kUKvjMiSg&feature=related

Outras cenas

Cena 14 - Cena 19

Cena 15 - Cena 20

Cena 16 - Cena 21

Cena 17 -

Cena 18


0 comentários:

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails